Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

N o s s a   A m é r i c a

Havana, 8 Outubro de 2014

 

Brasil: resultado presidencial enfrenta contrários tradicionais

Leovani García Olivares

Dilma Rousseff obteve 41,59% dos votos, insuficientes para ficar quatro anos mais no Palácio do Planalto; o social-democrata Aécio Neves surpreendeu ao reunir 33,55% e Marina Silva ficou terceira, com 21,29%; o resultado final será daqui a três semanas.
Dilma Rousseff obteve 41,59% dos votos, insuficientes para ficar quatro anos mais no Palácio do Planalto; o social-democrata Aécio Neves surpreendeu ao reunir 33,55% e Marina Silva ficou terceira, com 21,29%; o resultado final será daqui a três semanas.

BRASÍLIA.— O segundo turno eleitoral no Brasil pressagia uma luta intensa entre candidatos presidenciais de partidos políticos com projetos opostos, que se enfrentaram em outras ocasiões no passado, afirmam analistas políticos locais.

 A vitória da presidenta Dilma Rousseff, com 41,59%, após a contagem de 99,9% dos votos, confirmou as previsões do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que augurou um segundo turno entre a chefa de Estado e o candidato da Social Democracia Brasileira (PSDB), Aécio Neves.

 “Vamos rumo a um enfrentamento tradicional entre o Partido dos Trabalhadores (PT), com Rousseff, e o PSDB, com Neves”, sublinhou Lula da Silva. Trata-se de duas forças políticas muito fortes, que nada têm a ver com a candidatura da ex-senadora Marina Silva, candidata da organização socialista (PSB).

 O ex-governante afirmou que a chefa de Estado não tem medo das denúncias sobre corrupção na companhia Petrobras e está pronta para debater sobre ilegalidades e subornos com o aspirante à cadeira presidencial da social democracia.

 “A presidenta Dilma quer debater sobre corrupção com Aécio, além de economia e saúde”, acrescentou.

 Após conhecer sua vitória e o avanço para um segundo turno, por não ter conseguido 50% mais um nas urnas, a presidenta vaticinou a continuação da luta para mudar o país e a vitória em 26 de outubro próximo.

 O segundo turno “será uma luta dos construtores do futuro, que jamais permitirão que o Brasil recue”, sublinhou ao se referir a Neves, o porta-bandeira do PSDB, “que governou no passado somente para um terço dos brasileiros”, disse.

 Rousseff falou acerca da necessidade de não permitir um retrocesso do país e assinalou que esta primeira vitória demonstra que está no caminho correto.

 Salientou a importância de continuar unidos nas ruas para mudar o Brasil, para melhorar os serviços da saúde e da educação, combater a corrupção e dar impulso a uma reforma política que garanta maior democracia.

 As estatísticas oficiais revelam que a governante obteve maior pontuação em 15 estados do nordeste, na Amazônia e no Rio de Janeiro.

 O aspirante do PSDB ficou no segundo lugar, com 33,55%, ao vencer em dez estados do sudeste e noroeste do Brasil, mas anunciou que buscará somar os votos de Silva, que somente triunfou nos territórios de Acre e Pernambuco.

 Sua surpreendente ascensão nos últimos dias foi acompanhada de uma queda do apoio da pretendente do PSB, devido a suas constantes mudanças de posição e contradições em seus discursos.

 Neves tentará atrair os seguidores de Marina Silva, que deixou entrever seu afastamento do partido que a indicou como candidata, após a morte do líder socialista Eduardo Campos, num acidente aéreo, em 13 de agosto passado.

 Os candidatos neste segundo turno anunciaram seu retorno às ruas para convencer o eleitorado: um com propostas de mudanças e desenvolvimento com inclusão social e outro com mais privatização, livre mercado e menos funcionários públicos. (PL
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir