Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

N o s s a   A m é r i c a

Havana, 21 Agosto de 2014

 

Universidade argentina outorga Doutorado Honoris Causa a Fidel

 LANÚS, Argentina.— A Universidade Nacional de Lanús (UNLa), na Argentina, otorgou na noite da quarta-feira, 20 de agosto, o título de Doutor Honoris Causa ao líder histórico da Revolução cubana, Fidel Castro, entre outras razões, por sua obra latino-americanista, solidária e humanitária.

 “Não solo se ensina com os livros, também se ensina com o exemplo, e precisamente Fidel Castro nos ensinou e continua ensinando com seu exemplo revolucionário, sua solidariedade humana, a justeza de suas ideias, sua inclaudicável resistência e convicção de que um mundo melhor é possível”, expressou a reitora desse centro de altos estudos, Ana Jaramillo.

 A revolução triunfante que comandou “nos ensinou a lutar por um mundo melhor, que se pode ser solidário, a esforçar-nos pela integração latino-americana, que é necessária a descolonização e o valor do heroísmo, da persistência e da resistência”, destacou a reitora.

 Também nos ensinou — frisou — que “as grandes obras se fazem coletivamente com paixão e amor à igualdade, e, sobretudo, que se pode”.

 Ante uma audiência atenciosa, integrada especialmente por estudantes e docentes, que lotou a espaçosa Aula Magna Bicentenário, Jaramillo explicou que este centro entrega os Doutorados Honoris Causa àqueles que lutaram por tornar realidade os valores que compartilha a universidade.

 E esses são — realçou — a defesa dos direitos humanos como direitos sociais e de justiça, a integração da América Latina, a solidariedade e a paz.

 De fato, esta é a primeira universidade argentina que outorga tão alta distinção ao líder revolucionário cubano.

 Entre outras personalidades, presidiram o ato o intendente de Lanús, Darío Díaz Pérez; a titular de Mães da Praça de Maio, Hebe Bonafini, e a da Comissão de Familiares dos Mortos nas Malvinas, Delmira de Cao, e o embaixador cubano, Jorge Lamadrid.

 Marcaram presença referentes políticos locais, autoridades da universidade e o diretor para América Latina e o Caribe da chancelaria, Daniel Chuburu.

Ao falar à audiência, Bonafini expressou que “hoje posso dizer com orgulho que foi Fidel quem ensinou nossos filhos a serem revolucionários”.

 O intendente Díaz Pérez entregou ao embaixador Lamadrid a resolução que declara Fidel Castro “Cidadão Ilustre de Lanús”, entanto De Cao agradeceu o apoio histórico de Fidel Castro ao reclame da soberania argentina sobre as ilhas Malvinas.

 Lamadrid, por seu lado, fez um reconto cronológico da vida revolucionária do líder  cubano desde sua etapa estudantil; recordou suas quatro visitas à Argentina, e afirmou que “Fidel encarna o mais puro e nobre da nação cubana”.

 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir