Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

N o s s a   A m é r i c a

Havana, 16 Julho de 2014

 

Entrada de El Salvador na Petrocaribe favorece desenvolvimento

Odalys Troya

A entrada de El Salvador na Petrocaribe, em 2 de junho passado, faz parte dos compromissos do novo governo da Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN), no sentido de estimular o desenvolvimento econômico do país. Com este passo, o presidente, Salvador Sánchez Cerén e o vice-presidente, Oscar Ortiz, põem em prática as responsabilidades contraídas com o povo durante a campanha eleitoral, para buscar vias possíveis para desenvolver a economia nacional.

Dessa forma, erradicar a pobreza, criar empregos, incrementar os serviços básicos como a educação, a saúde, a alimentação, o acesso à habitação, à água potável, e outros, são aspectos que ainda são deficientes para a maioria dos salvadorenhos.

Nesse contexto, El Salvador entrou no grupo de nações que se beneficiam com este mecanismo solidário, que oferece condições de vantagem para a compra de combustíveis.

Uma das principais vantagens deste acordo é que oferece facilidades de pagamento da fatura petroleira, pois 50% se cancela no primeiro ano que se realiza a importação, e o restante 50% em 25 anos, com uma taxa de juros de 2%.

Esta forma de retribuição ajuda a reduzir a saída de dólares do país e ao mesmo tempo, permite que esse dinheiro seja utilizado para empreendimentos econômicos e sociais, segundo o analista Cesar Villalona.

Ainda, uma parte da fatura petroleira que se cancela nesse ano de importação, pode ser paga com alimentos ou outros produtos, e com serviços como de saúde ou educação.

Para Jose Luis Merino, um dos líderes da FLMN, a entrada do país no acordo energético tem muita importância, além do aspecto estritamente econômico.

Salientou que a entrada de El salvador na Petrocaribe tem muito valor neste momento político em que a América Latina se prepara para fortalecer e reconfirmar seu avanço por seu próprio caminho.

"Um dos primeiros gestos do governo de Sánchez Cerén foi a incorporação à Petrocaribe, uma nova forma de fazer negócios, de cooperação e de solidariedade", salientou.

"Neste cenário, onde predominam as pressões dos grandes grupos financeiros do planeta por deter o avanço das democracias e dos processos libertadores dos povos da Nossa América, este gesto é muito importante", expressou Merino. E acrescentou que El Salvador adere e confirma sua união ao destacamento de países do planeta mais energético e mais vivo que nunca e onde os povos têm tomado em suas mãos a construção de seu próprio destino.

"Este poderia ser um primeiro passo para a incorporação de El Salvador à Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA), aspecto que será avaliado na medida em que nossas condições econômicas o permitirem e na medida em que sejamos capazes de construir na consciência dos salvadorenhos que este é o caminho necessário", destacou.

A Petrocaribe é uma iniciativa de cooperação energética solidária, proposta pelo governo do falecido presidente venezuelano Hugo Chávez, no âmbito da ALBA, que foi criada em junho de 2005.

O seu objetivo é resolver as assimetrias no acesso aos recursos energéticos, através dum novo esquema de intercâmbio favorável, equitativo e justo entre os países da região caribenha, a maioria deles consumidores de energia e sem controle estatal do fornecimento dos recursos.

É um organismo multilateral que garante a coordenação e articulação das políticas de energia, incluindo o petróleo e seus derivados, gás, eletricidade, uso eficiente da mesma, cooperação tecnológica, capacitação, desenvolvimento de infraestrutura energética, bem como o aproveitamento das fontes alternas.

Integram a Petrocaribe, Antígua e Barbuda, Bahamas, Belize, Cuba, Dominica, Granada, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, Nicarágua, República Dominicana, São Cristóvão e Névis, São Vicente e as Granadinas, Santa Lúcia, Suriname e a Venezuela, e agora El Salvador. (PL)
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir