Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

N o s s a   A m é r i c a

Havana, 13 Outubro de 2014

 

Brasil financia exportações

O Brasil passa a financiar as importações de bens e serviços brasileiros por parte de micro, pequenas e médias empresas de Angola, de acordo com um protocolo assinado pelos dois países, em Brasília, informou a Angop.

O protocolo de entendimento sobre financiamento à exportação estabelece garantias e contra-garantias, e viabiliza um aumento da importação de bens e serviços do Brasil por importadores privados angolanos.

Assinado pelo ministro brasileiro da Fazenda, Guido Mantega e pelo embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme, o protocolo exclui infra-estruturas, extracção de petróleo e de diamantes e determina que os bens e serviços devem ser adquiridos a exportadores brasileiros com facturação anual bruta até 600 milhões de reais (25 mil milhões de kwanzas).O financiamento é de cem por cento do valor da exportação nas operações com prazos inferiores a dois anos e de 85 por cento nas operações com prazos superiores a dois anos. O programa tem início com uma dotação de 71 milhões de dólares (7,1 mil milhões de kwanzas).

Uma vez que o limite é rotativo, as partes antecipam que o programa brasileiro de apoio às exportações para Angola atinja 300 milhões de dólares (30 mil milhões de kwanzas) por ano.

No passado mês de Junho, o Brasil concedeu uma linha de crédito no valor de dois mil milhões de dólares para os sectores da energia e construção civil de Angola, sendo a sexta linha de crédito do país latino-americano, depois de, em 2012, o Governo brasileiro ter ampliado a linha de crédito para dois mil milhões de dólares. Os recursos saem do Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) para o financiamento de exportações brasileiras de bens e serviços. Como contrapartida, o Governo angolano mantém um saldo em conta garantia no Banco do Brasil, equivalente a 20 mil barris de petróleo/dia

(Extraído do Jornal de Angola)

 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir