Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

I N T E R N A C I O N A I S

Havana, 9 Outubro, de 2014

Executivo propõe aposta forte na formação

Adelina Inácio

O director nacional das Águas reuniu ontem com os directores provinciais do sector para balancear os investimentos feitos e perspectivar as acções do novo financiamento.

Lucrécio Costa garantiu que o país tem uma proposta clara das necessidades futuras até ao ano 2020 em matéria de recursos humanos e perfis de formação. Afirmou que o próximo programa vai permitir a implementação de acções de formação em conformidade com o Plano Estratégico de Desenvolvimento dos Recursos Humanos no sector das Águas. 

O Executivo e a União Europeia (UE) estão a negociar o programa de cooperação com Angola ao abrigo do 11º FED (Fundo Europeu de Desenvolvimento), que vai de 2014 até 2020. O financiamento disponibilizado pela União Europeia a Angola ultrapassa os 200 milhões de euros.

A água e o saneamento são um dos sectores de intervenção prioritários, juntamente com o desenvolvimento rural e agricultura sustentável e formação profissional e ensino superior.

Lucrécio Costa disse que Angola tem muita boa expectativa em relação à segunda fase do financiamento da União Europeia, adiantando que o sector das Águas foi o que mais se destacou em termos de implementação de projectos com entidades externas, com destaque para a União Europeia, Banco Africano de Desenvolvimento, Banco Europeu de Investimento, Banco Mundial e o PNUD.

O director nacional das Águas afirmou que o sector está a elaborar os documentos de base para a futura regulamentação, para a qualidade de água para o consumo humano. “Temos também a perspectiva de continuarmos a ampliação da rede de laboratórios no país. Nos próximos seis anos, o Executivo vai construir, no mínimo, dois laboratórios por ano, nos próximos seis anos”, disse o director.

Projectos até 2016

Lucrécio Costa anunciou que, no próximo ano, o Executivo e a União Europeia vão discutir e aprovar um projecto com implementação concreta em 2016. O director da Energia e Águas na província de Malanje, Jacinto Kacutu, defendeu a aposta do Executivo na formação de quadros para o sector das águas.

“Malanje tem um departamento de águas com uma secção de mobilização social e de recursos humanos, mas falta capacidade dos quadros locais”, admitiu Jacinto Kacutu, para quem a formação dos quadros pertencente à área dos recursos humanos seria uma mais-valia para os responsáveis provinciais do sector.

Celestino João, director da Energia e Águas no Moxico, lembrou que o sector na província não tinha uma análise futurista. Por isso, é de opinião que o enquadramento do pessoal no sector das águas não pode ser feito de forma aleatória. “O sector das Águas na província tem falta de técnicos. Temos de realizar um concurso (público) para o sector das águas”, sugeriu.

Baptista Dala, da província da Lunda Norte, defendeu igualmente a formação no sector das Águas. Entende que o  Ministério da Educação deve estar capacitado para dar resposta aos problemas relacionados com a falta de quadros. “Podemos ir às escolas e seleccionar o pessoal com capacidade que o sector necessita”, defendeu.

José Luís Amaro Silva revelou que umas das prioridades da província do Cuanza Sul, no sector das Águas, é a aposta nos recursos humanos e a criação da empresa pública de saneamento da província. A reunião teve como objectivo balancear os últimos 50 meses do projecto de Assistência Técnica co-financiado pela União Europeia.

De acordo com o relatório apresentado durante a reunião de ontem, a execução global das actividades foi de 99 por cento em todo território nacional e a execução global de recursos humanos e financeiros foi de 98 por cento. (Extraído do La Jornada)
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir