Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

I N T E R N A C I O N A I S

Havana, 27 de Maio, de 2014

Reconhecem em Genebra benefícios da Operação Milagre

 GENEBRA (Prensa Latina).— Mais de 2,5 milhões de pessoas recobraram ou melhoraram sua visão até hoje graças à Operaçao Milagre, um programa cubano-venezuelano que se aplica em numerosos países e cujos benefícios foram reconhecidos aqui por autoridades sanitárias.

Reconhecem em Genebra benefícios da Operação Milagre

 Pilar González, diretora do Plano Nacional de Saúde Rural do Uruguai, declarou à Prensa Latina que no seu país funciona desde 2007 o centro oftalmológico José Martí, onde têm-se realizado mais de 40 mil operações gratuitas.

 "Ficamos muito agradecidos com a colaboração cubana. Nós consideramos que é um exemplo de solidariedade internacional", disse González, que participou na Assembleia anual da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 Explicou também a adjunta do Ministério de Saúde que cada semana uma equipe de médicos cubanos e uruguaios visita pequenos povoados do interior do país e localidades rurais para detectar pacientes que padecem diversos problemas oculares, os que logo são enviados a Montevidéu.

 “Assim, uma grande quantidade de pessoas afetadas por cataratas e outras doenças melhoram sua visão e com isso sua qualidade de vida”, disse González.

 No José Martí não só atendem-se adultos, mas também meninos, e é, além disso, um centro de formação de recursos humanos e de pesquisa.

 “Para as pessoas é fundamental recuperar sua visão, reconhecer sua família e conseguir se reinserir na sociedade”, disse a funcionária.

 A Operação Milagre surgiu em 2004, por iniciativa do líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, apoiada por Venezuela, e seu objetivo é atender a pessoas de escassos recursos que ficam cegas por causas curáveis.

 O programa prevê operar a uns seis milhões de pacientes em países de América Latina, o Caribe, África e Ásia.

 Segundo dados da OMS hoje existem no mundo 285 milhões de pessoas com deficiências visuais, das quais 246 apresentam baixa visão e 39 milhões são cegas.

 A OMS considera que 80 por cento do total de casos de incapacidade visual pode-se evitar ou curar.

 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir