Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

I N T E R N A C I O N A I S

Havana, 24 Setembro, de 2014

Greve de pilotos franceses sem
solução à vista

Paris, 24 setembro (Prensa Latina).— A greve de pilotos da companhia aérea francesa Air France entra hoje em sua décima jornada consecutiva, e já é, por sua duração, a mais prolongada na história dessa companhia há 16 anos.

Nesta quarta-feira, o secretário de Estado para o Transporte, Alain Vidalies, anunciou a suspensão total do programa para ampliar na Europa os vôos da filial de baixo custo denominada Transavia, que é uma das reivindicações dos trabalhadores.

"O projeto Transavia Europa não foi suspenso por três meses, foi retirado", afirmou o servidor público.

No entanto, pouco depois, a direção da empresa desmentiu esta informação e reiterou que o plano só foi adiado até dezembro, enquanto continuam as negociações com os sindicatos, o que colocou o conflito de novo em um beco sem saída.

Por outra parte, ainda continua sem se resolver a principal demanda dos pilotos, que exigem um contrato com iguais condições salariais e trabalhistas nos aviões com mais de 100 passageiros, independentemente de se tratar de um percurso normal ou de baixo custo.

Até agora nos vôos de Transavia se utilizam tripulações reduzidas, o que aumenta as responsabilidades a bordo, e os salários estão abaixo dos que são normalmente pagos na firma.

Ontem, o Sindicato Nacional de Pilotos de Linha (SNPL), principal organização sindical do setor, anunciou sua disposição de estender a paralisação até 30 de setembro.

Devido ao forte acatamento da greve, hoje está prevista a suspensão em média de 54% dos voos da Air France em todo o país, uma situação parecida à dos últimos dias.

Em duas oportunidades, o premiê Manuel Valls chamou a suspender a greve e pediu aos pilotos a volta imediata ao trabalho, no entanto seu pedido não teve nenhum efeito.

De acordo com os diretores da companhia aérea, até o momento as perdas pelo protesto somam ao redor de 200 milhões de euros e um prolongamento do conflito colocaria em risco a obtenção de lucros este ano, como já ocorreu em 2013.

A Air France é uma empresa mista com participação de 15,7% de capital Estatal. (Extraído da Prensa Latina)
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir