Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

I N T E R N A C I O N A I S

Havana, 16 de Abril, de 2014

Espanha fracassa no enfrentamento
da pobreza infantil

MADRI.— Segundo o relatório Pobreza infantil e exclusão na Europa, a Espanha é o segundo país europeu, a seguir da Grécia, com menor capacidade para enfrentar a pobreza infantil mediante ajudas sociais.

 O estudo da organização Save the Children, ratifica o atraso espanhol na matéria, com base numa pesquisa anterior da Cáritas, segundo a qual o país ocupa a segunda colocação, em nível europeu, quanto a pobreza infantil, a seguir da Romênia.

 O documento da Save the Children evidencia a ineficácia dos programas sociais no continente, onde quase 27 milhões de crianças são incluídas nesta categoria. O número aumentou em um milhão, entre 2008 e 2012.

 No caso da Espanha, onde se estima que mais de 2,8 milhões de crianças (36,8) vivem na extrema pobreza, as medidas para melhorar a situação somente beneficiam 6,9% delas.

 A pesquisa adverte que acabar com este problema supõe tomar decisões políticas adequadas.

 O relatório anterior da Cáritas considerou que na Espanha estavam afetados 29,9% dos menores de 18 anos em 2012, muito superior à média da União Européia, estimada em 21,4%.

 Por pessoas em risco de pobreza ou exclusão social entende-se aquelas que dispõem de 60% da receita média do resto da população, se recebem de 40 a 50% são consideradas pobres e menos de 40% em situação de extrema pobreza. (PL)

 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir