Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

I N T E R N A C I O N A I S

Havana, 15 Setembro, de 2014

Os Cinco em torno do mundo

Inúmeras manifestações de solidariedade continuam expressando-se em diferentes recantos do planeta, como parte da campanha internacional pela libertação de Gerardo, Antonio e Ramón, após 16 anos de injusto encerro

 Representantes da organização de solidariedade Cuba Sim France reiteraram, em 15 de setembro, seu compromisso com a causa pela libertação dos lutadores contra o terrorismo, que continuam em prisões dos Estados Unidos por defender seu povo, indica uma informação da Prensa Latina.

 Em um ato celebrado no estande da agrupação, na área da festa do jornal L’ Humanité, dezenas de pessoas deram as boas-vindas à delegação de Cuba ao evento, da qual faz parte René González, um dos Cinco, como são conhecidos internacionalmente.

 Charly Bouana, presidente da Cuba Sim France, assegurou que se manterão e aprofundarão todas as iniciativas por esta causa, entre elas o tradicional encontro da última sexta-feira de cada mês na Praza da Bastilha.

 Ali, ativistas dessa agrupação colocam outdoors com as fotografias dos cinco patriotas, distribuem volantes, despregam bandeiras cubanas e conversam com os visitantes desse emblemático lugar da capital francesa, aos quais explicam pormenores do caso.

 Ao falar no ato, o deputado do Partido Comunista Francês, André Chassaigne assegurou que a causa da liberdade dos lutadores antiterroristas cubanos é uma luta prioritária, estendida por todos os recantos do mundo.

 Na Colômbia o movimento de solidariedade com Cuba encerrou no domingo 14 seu 23º Encontro Nacional com uma rotunda demanda ao presidente estadunidense Barack Obama para que libere os três antiterroristas cubanos, ainda presos injustamente nos cárceres desse país.

 “Condenamos e repudiamos o terrorismo contra Cuba em todas suas manifestações, por sua essência e caráter criminoso e porque viola os direitos humanos universais, e particularmente o terrorismo de Estado praticado arbitrariamente por dez administrações norte-americanas, que protegem, financiam e assessoram os grupos terroristas e mercenários de origem cubana que operam impunemente a partir desse território contra a Ilha”, sublinha a Declaração aprovada.

 A mesma condena, ainda, “o ilegal, criminoso e genocida bloqueio econômico, comercial e financeiro, imposto pelo Governo dos Estados Unidos contra Cuba”, e o qualifica de violação flagrante, em massa e sistemática dos direitos humanos do povo cubano.

 Entretanto, na Jamaica, entre imagens gráficas e uma pintura em lenço da artista desse país Michelle Gauntlett, começou em 14 de setembro, a jornada de solidariedade com a causa dos Cinco.

 Durante o ato, convocado pelo Movimento de Solidariedade com Cuba e a Associação de Cubanos Residentes em Jamaica, o embaixador de Havana, Bernardo Guanche, agradeceu o nobre apoio jamaicano a esta batalha.

 O diplomata cubano expressou que a pintura de Gauntlett transmite uma mensagem otimista e a confiança na vitória desta causa, que hoje reúne milhões de seres humanos no mundo todo.
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir