Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

E S P O R T E S

Havana. 9 Abril, de 2014

World Series de Boxe
Domadores respondem com suas luvas

Yoe Tejeda

COMO era esperado, o time dos Domadores de Cuba venceu sem dificuldades os Knockouts dos Estados Unidos, no primeiro enfrentamento, nas quartas-de-final, com uma vitória ampla, por 5-0, que começou a materializar-se, inclusive, antes do início dos combates no ringue, pois o reforço portorriquenho, Jantony Ortiz, ultrapassou o peso correspondente e assim propiciou a vitória, sem combater, de Gerardo Cervantes.

Bem perto do ringue, que teve como sede a Cidade Esportiva, de Havana, palco do enfrentamento entre boxeadores estadunidenses e cubanos, estava o doutor em Ciências da Cultura Física e o Esporte e especialista em boxe, Luis Michel Alvarez Berta, o qual oferece suas opiniões sobre o acontecido neste enfrentamento.

"O time está num bom momento. Para que não seja o campeão da World Series têm que ocorrer acontecimentos imprevistos, tais como péssimas decisões dos árbitros, indisciplinas dalgumas das figuras principais ou outro elemento fora do âmbito esportivo, porque realmente não creio que haja outra seleção capaz de vencer em seis combates a nossa".

No encontro recente, o treinador cubano que trabalha com o time dos Estados Unidos, Mariano Rodríguez, especulou que poderia vencer em dois dos combates, aparentemente pensando na inatividade de Emilio Correa (dois anos fora das competições de elite) ou na juventude e nos resultados modestos que mostram Cervantes ou Toirac, neste evento. "Os Domadores foram os responsáveis por responder com as luvas e não permitiram que seus contrários levassem nem um triunfo".

A seguir, as análises de Alvarez Berta sobre cada combate:

Nos 60 quilos: Embora nenhum dos quatro combates fosse renhido ou pelo menos que pudesse acalentar algum esperança de vitória por parte dos visitantes, a que melhor impressão deixou foi a do venezuelano Luis Alarcón contra o campeão mundial Lázaro Alvarez. Nos últimos combates, Lázaro esteve muito melhor quanto à ofensiva, com golpes mais efetivos, mantendo sua acostumada capacidade defensiva e de movimentos rápidos.

69 quilos: Foi ganha sem problemas por Roniel Iglesias perante Gabriel Mestre (outro da Venezuela), campeão pan-americano no Chile, no ano passado e vencedor do cubano Arisnoidis Despaigne nesse torneio. Embora, mais tarde, Mestre perdesse para o mesmo Despaigne, num torneio em Kazaquistão. Roniel vê-se com muita confiança e com grande motivação. Perante um contrário dessa qualidade não teve inconveniente em vencer nos dois primeiros assaltos. Apesar de não ter força nos punhos, é canhoto e maneja muito bem os socos de esquerda ao fígado e isso foi o que aconteceu no terceiro assalto, quando venceu por nocaute.

81 quilos: Emilio Correa desenvolveu-se bem contra o brasileiro Michel Borges, mas mostrou cansaço a partir de metade do terceiro assalto. É a primeira vez que faz um combate de cinco assaltos, de três minutos cada, pois esteve dois anos sem boxear de forma oficial. No quinto assalto, deu um extra e venceu sem problemas. Embora mostra-se uma boa forma física, ainda continua batendo com a luva aberta, os golpes não são sólidos e carece de pensamento tático. Apesar disso, é uma boa alternativa, que vem reforçar, ainda mais, esta divisão.

Mais de 91 quilos: Yoandi Toirac impôs sua maior mobilidade e fez um excelente trabalho com a mão mais adiantada. Venceu os três primeiros assaltos e a partir do quarto assalto, o sueco Mohamed Sallah — sem aspirações de triunfo e com poucas possibilidades técnicas — evitou o combate e inclusive, numa ocasião, até se virou de costas e acabou o assalto por puro compromisso.

A segunda etapa deste enfrentamento das quartas-de-final tem sido marcada para o sábado 12 de abril, quando os Domadores viajem até a cidade de Salem, no estado norte-americano de Massachussets, para completar sua vitória sobre os Knockouts e assim avançar para a semifinal, onde devem enfrentar o time da Rússia.
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir