Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

E S P O R T E S

Havana. 29 Outubro, de 2014

Pentatlo cubano quer ganhar
tudo em Veracruz

Marlon Vega González

RESTAM poucos dias para o começo dos 22os Jogos Centro-americanos e do Caribe de Veracruz, México, que terão lugar de 14 a 30 de novembro, e nesse certame o pentatlo moderno estará presente com seis atletas, três em cada sexo.

Este esporte pode converter-se em um dos que mais obtenham medalhas para a delegação cubana, tendo em conta os bons resultados obtidos, especialmente na área, em ambos os sexos. Como já expressou aos meios de comunicação o chefe dos treinadores, Alejandro Guarsh, o objetivo nestes jogos será superar o resultado obtido no certame de Cartagena de Índias, em 2006, última ocasião em que Cuba concorreu nestes certames, no qual se conseguiram quatro medalhas de prata.

O empenho não pode ser menor para um esporte que soube abrir passagem, sobretudo no último quadriênio, resultado não só dos nossos atletas, protagonistas de cada batalha, mas também do resto do coletivo de treinadores integrado por Arturo Avelenda, José I. Cruz, o médico Rolando Borges, a psicóloga Zuani Gómez Ortíz, entre outros, os quais demonstram, dia a dia, que os sucessos atingidos por este esporte em nosso país não são fruto do acaso, mas sim do conhecimento e do trabalho com alto espírito de luta.

O pentatlo moderno inclui esgrima, na modalidade de espada, natação a 200 metros, hipismo com obstáculos variados e o evento combinado de tiro e corrida. O calendário de competições dispõe de provas individuais, no masculino e feminino, revezamento para homens e mulheres, assim como o revezamento misto.

A seleção da Ilha maior das Antilhas é formada no sexo feminino por Leidy Laura Moya, campeã olímpica da juventude de Cingapura 2010, Iliannis Manzano e Elianis Camora. Se nos atermos à média de idade destas concorrentes, 20 anos, perceberemos que "o futuro é o presente¨.

O setor masculino em plena maturidade, foi integrado pelo vice-campeão de Doha, Catar 2013, José Ricardo Figueroa, junto a Yaniel Velázquez e Lester Der.

Esta seleção tem nível na área como para liderar a justa e conseguir atingir medalhas em todas as modalidades, incluindo alguma de ouro. Mas no caso do feminino a mexicana Tamara Vega veio aumentando seu nível e hoje, para alguns, é a favorita na modalidade individual, embora não se descarte o triunfo de nossa figura principal, Leidy Laura, quem tem demonstrado ser uma atleta pronta para as competições.

No masculino nosso atleta mais premiado, Figueroa, deve vencer no concurso individual e no revezamento, após ter vencido no Festival Esportivo Pan-americano celebrado no México, em ambas as modalidades, há algo mais de um mês, isso sem descurar seus principais contrários, os mexicanos Ismael Hernández e Manuel Padilla, os quais conseguiram bons resultados nos últimos anos.

Outro detalhe que devemos ter em conta é que esta competição terá lugar em Xalapa, uma das sedes alternas destes jogos, a 1,5 mil metros acima do nível do mar, e a adaptação dos nossos atletas a essas condições sempre tem seu custo. Contudo, a seleção já se encontra no solo mexicano, desde o passado dia 29 de outubro para se adaptar e precisar os últimos detalhes na sua preparação para a competição.

No último certame centro-americano, sem a presença de Cuba, México se converteu no rei do pentatlo moderno; portanto, os mexicanos são agora os contrários mais difíceis para os cubanos. Em poucos dias saberemos com certeza o que podem fazer os atletas cubanos do pentatlo.
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir