Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

E S P O R T E S

Havana. 29 Abril, de 2014

Basquetebol feminino se prepara para o Mundial

Marlon Veja González

COMO tem sido tradição nos últimos anos na primavera, o basquetebol feminino cubano teve na China sua primeira prova de fogo neste ano 2014. O time estaria representado no fechamento desta edição, após realizar três encontros em só uma semana.

Nesta ocasião a preparação tem lugar com vista ao campeonato mundial, 25 de setembro a 5 de outubro próximo na Turquia. As treze apresentações para esta viagem, entre elas três de pouca experiência internacional, intensificarão suas ações, junto a outras que se realizarão em casa, na busca dos doze lugares para integrar o time mundialista.

O time cubano classificou para o campeonato mundial como titular do certame pré-mundial das Américas, disputado em Jalapa, México . O triunfo foi publicado na imprensa nacional e internacional, entregando um bom espetáculo e muita alegria a seu povo.

Entre as principais figuras destacam Yamara Amargo e Oyanaisis Gelis, duas jogadoras chaves, por seu aporte ofensivo, caráter e qualidades que mantém o time com um maior espírito de luta, embora de conjunto todas formam uma equipe de extraordinária representatividade.

Muito otimista mostrou-se o treinador-chefe do time cubano, Alberto Zabala e seus treinadores auxiliares, Eduardo Moya e Margaro Pedroso, durante a preparação das jogadoras para estes encontros na China. Zabala explicou a este jornal sobre alguns dos objetivos propostos nesta viagem: avaliar o desenvolvimento de algumas jogadoras de pouca experiência internacional e medir o nível de desempenho do time respeito a equipes de primeiro nível.

Diversas virtudes caracterizam este time de basquetebolistas cubanas. Talvez as mais importantes estejam em seu dinamismo, ritmo, velocidade e constante agressividade na defesa. Estas jogadoras têm ganho em coesão, em grande medida pela compenetração ganha no tempo que levam jogando juntas, algo essencial em suas aspirações futuras.

A seleção cubana treinou e jogou vários partidos no gigante asiático, embora esperamos que sejam confirmados outros encontros como estes, sobretudo com alguns dos melhores times do planeta, para que ganhem maior experiência antes de enfrentar a Austrália, Bielorrusia e Coréia do Sul, nessa ordem em seu grupo mundialista.

Em Cuba existe expectativa aberta sobre o time para conseguir avançar no Mundial, pois nos últimos tempos temos visto uma seleção cubana com sede de triunfo. Se bem é certo que ainda não cumprimos alguns parâmetros do basquetebol internacional, sobretudo enquanto a estatura media dos times integrantes do primeiro nível e sua base técnica ainda não é a ideal, nota-se progresso nos últimos três anos enquanto à dinâmica do jogo , embora nos tenham faltado competições para poli-las.

Por tal motivo, esperamos que as cubanas tenham aproveitado ao máximo este convite anual do elenco chinês, uma seleção que costuma situar-se entre as oito primeiras do mundo.

Depois de concluída esta digressão o time  continuará trabalhando e treinando com seu coletivo técnico, que devera controlar e visualizar cada passo e algum  tempo depois selecionar o time que participará do Mundial.
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir