Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

E S P O R T E S

Havana. 28 Maio, de 2014

COPA DO MUNDO VILA DE HAVANA
França campeã por equipes
no florete masculino

NO domingo 25 de maio, a França converteu-se na campeã por equipes da Copa do Mundo Vila de Havana de florete, após derrotar por 45-38 a Rússia, no recinto de férias da Pabexpo, no oeste da capital cubana.

 “Este resultado é um passo importante nas aspirações francesas para este ciclo olímpico e tendo em vista o torneio europeu e o Campeonato Mundial próximos”, opinou o treinador francês Franck Boidin.

 No seu intercâmbio com a imprensa, depois do triunfo, louvou o desempenho de um dos seus principais esgrimistas, Erwan Lepechaux. “Ele foi o herói. Deu-nos a vitória sobre a Polônia, por 45-44, nas quartas-de-final e perante a Itália, na semifinal, por 45-41”, disse acerca do homem que permitiu ao time da França vencer ambos os encontros, de firma incrível.

 Ainda assim, o treinador francês elogiou o trabalho coletivo, a solidariedade e o respeito a suas indicações técnicas, por parte dos outros discípulos: Enzo Lefort, Julien Martine e Vicent Simon.

 “No enfrentamento com a Rússia cumpriram à perfeição o indicado: muita agressividade, constante movimento e pressão contínua sobre seus pontos vulneráveis”, precisou.

 A grande derrotada da jornada foi a Itália, que perdeu para os Estados Unidos, por 42-45, na discussão da medalha de bronze. Os norte-americanos conformaram uma equipe composta por Race Imboden, Miles Chamley-Watson, Alexander Massialas e Gerek Meinhardt.

 De sua parte, o russo Dmitry Rigin, converteu-se no novo campeão de florete da Copa do Mundo Vila de Havana, ao vencer, no sábado 24, na discussão da medalha de ouro, o japonês Yuki Ota, vice-campeão olímpico em Pequim 2008. Rigin venceu com uma vantagem de 15 por 5.

 As medalhas de bronze foram para o francês Enzo Lefort e para outro representante da Rússia, Alexey Cheremisiniov.

 Race Imboden, dos Estados Unidos, vencedor da coroa na edição anterior deste certame, acabou na 17ª colocação, após perder, por 9-15, para o alemão Sebastian Bachmann.

 Também ficaram longo do pódio o italiano Giorgio Avola, medalha de prata na versão anterior deste evento; tal como o estadunidense Gerek Meinhardt, terceiro no ranking mundial, bem como Andréa Cassara, da Itália.

 Igualmente, ficaram a meio do caminho reconhecidos floretistas, como os italianos Andréa Baldini e Valério Aspromante, além do alemão Peter Joppich.

 Neste evento, a espadista chinesa Jialu Hão conseguiu o triunfo mais importante da sua carreira, ao superar por 15-14, na final do Grand Prix de Havana, a estadunidense Courtney Hurley, bronze olímpico em Londres 2012

 “É sua primeira vitória internacional e apenas sua segunda competição depois que entrou na seleção nacional, em 2013. Maneja com muita habilidade sua mão esquerda e tem muito futuro”, disse à imprensa seu treinador, o francês Daniel Lavavasseeur.

 Na Copa do Mundo Vila de Havana inscreveram-se 130 esgrimistas de 25 países e nenhum cubano pôde entrar no grupo principal dos 64 melhores. (Redação do Granma Internacional).

 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir