Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

E S P O R T E S

Havana. 17 Setembro, de 2014

BEISEBOL SUB 18
Cuba e Estados Unidos lideram beisebol de juniores

CUBA e os Estados Unidos partilharam o título do 11º Campeonato Pan-americano Junior de Beisebol, que teve lugar no estado da Baixa Califórnia, no México.

"A inclemência do tempo, gerada pelo furacão Odile, que afeta toda a península do extremo noroeste do território mexicano, obrigou os organizadores a tomar tal decisão", disse ao semanário JIT desde a sede o chefe da delegação cubana, Agustín Abril.

Esperava-se um jogo tenso, uma espécie de desforra para os cubanos, que acumulavam seis vitórias e duas derrotas, uma delas pelas mãos dos norte-americanos, que os venceram por 4-5, na etapa de classificação. Os norte-americanos se mantinham invictos, com oito vitórias, e o Canadá, com 6-2, ocupava a terceira colocação. No certame participaram nove seleções.

Seguiram nessa ordem o México (5-3), país que organizou pela quinta ocasião este evento, Brasil (4-4), Panamá (4-4, Argentina (1-7), Equador (1-7) e a Guatemala (1-7).

Este é o oitavo título ganho pelos cubanos, os quais acumulam, também, uma medalha de prata.

As estatísticas refletem que, coletivamente, os Estados Unidos lideraram a ofensiva (445), seguidos de Cuba (371) e o Canadá (339) e na defesa do campo (986), seguidos do México (970) e Cuba (962).

Quanto aos arremessadores, igualmente o time norte-americano brilhou, com uma média de 0.706 corridas permitidas em cada jogo de nove innings, seguido pelos cubanos, com 1.941 e o Panamá (3.338).

Individualmente, o cubano Jorge Oña foi o primeiro dos rebatedores, com um average de 636, acompanhado de Trenton Clark (EUA - 609).

Oña e seu compatriota Luis Roberts concluíram abraçados na liderança dos homeruns com quatro e seu time o que mais homeruns acumulou, com 15. Estadunidenses e canadenses acumularam dez cada.

Um total de 111 corridas marcou a seleção dirigida por Luis Cuba, mais uma que os norte-americanos, seus rivais tradicionais.

Ainda, os rapazes de Cuba deram 20 doubles, sete triplos, receberam 56 bases on ball e receberam 47 strike outs.

Os arremessadores cubanos tiveram um desempenho aceitável, com registros destacados, apenas permitindo 11 pontos aos contrários e um homerum.

Três dos jogadores de Cuba foram incluídos no time Todos Estrelas do torneio. Os times que ocuparam as quatro primeiras colocações se classificaram para o campeonato mundial de 2015 no Japão.

Este é o time Todos Estrelas do campeonato

.- Melhor Arremessador: José Espino, (Panamá)
.- Melhor Receptor: Luke Horanski, (Canadá)
.- Melhor Primeira Base: Luken Baker, (EUA)
.- Melhor Segunda Base: Omar Estévez, (Cuba)
.- Melhor Terceira Base: Re Brayan Hayes, (EUA)
.- Melhor Cortador: José Caballero, (Panamá)
.- Melhor Jardineiro Esquerdo: Jorge Oña, (Cuba)
.- Melhor Jardineiro Central: Víctor Víctor Mesa, (Cuba)
.- Melhor Jardineiro Direito: Trenton Clark, (USA)
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir