Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

E S P O R T E S

Havana. 14 Maio, de 2014

Blake Aldridge vence primeira parada da Cliff Diving World Series

BLAKE Aldridge conquistou o título na primeira parada da 6ª Cliff Diving World Series (Campeonato mundial de saltos de penhasco), que teve lugar durante os dias 9 e 10 de maio, no Castelo do Morro, em Havana.

Aldridge, britânico, que completará 32 anos em agosto próximo, e que acabou na oitava colocação, na classificação geral de 2013, recuperou-se, após uma fase de classificação medíocre, na qual concluiu na décima primeira colocação, com 74,10 pontos

Dessa forma, pactuou um duelo, para a segunda rodada, com o norte-americano Steven Lobue, quem tinha obtido na rodada preliminar 96,90 unidades, a quarta melhor pontuação entre os 14 saltadores inscritos na competição.

Na última jornada, Aldridge, que esteve na final da olimpíada de Pequim 2008 (na plataforma de dez metros em duplas) venceu por 311.0 Lobue, que só chegou a 306,65, no melhor dos enfrentamentos particulares, e acabou ficando na segunda colocação, antes da final.

E já na rodada final, na qual concorriam os oito melhores classificados, o saltador inglês, de 1m70 de estatura e 65 quilos de peso, fez um salto que totalizou 136.40 pontos, elevou sua pontuação global até 447,40 e enviou a outras posições mais abaixo o mexicano Jonathan Paredes e seu compatriota Gary Hunt.

Paredes, que foi nomeado o novato do ano em 2013, liderava o torneio antes da rodada definitiva, com um acumulado de 329,60 e fez um último pulo muito bom, elevando seu acumulado total até 445,10, mas dois pontos abaixo do vencedor. Entretanto, Gary Hunt, tricampeão desta Cliff Diving World Series (em 2010, 2011 e 2012) assegurou a terceira colocação.

Da quarta à oitava colocação acabaram, finalmente, o colombiano Orlando Duque (campeão em 2009, agora com 423,3); Steven Lobue (402,25), Michal Navratil (399,65) da República Tcheca; o russo Artem Silchenko (379,30), vencedor da série de 2013; e o norte-americano David Colturi (376,30).

Na estreia de Cuba como sede destes eventos, também concorreram Jorge Ferzuli (México), Edivaldo Keda Moura e Juscelino Junior (Brasil), Miguel García Celis (Colômbia), Andy Jones (Estados Unidos) e Kris Kolanus (Polônia).

"Para mim foi uma surpresa, sempre pensei que poderia vencer se executava bem meus dois últimos saltos, que tinham um alto grau de dificuldade", afirmou Aldridge, acrescentando que se sentia muito feliz.

"Tem sido impressionante, esta foi minha primeira vitória em uma etapa da Cliff Diving World Series; vencer em Cuba é um fenômeno, especialmente pelo fato de não ter saltado muito antes de vir cá, depois da final em Tailândia, quer dizer, seis meses antes", frisou o campeão.

Indicou que vinha apresentando lesões na região lombar e isso lhe impediu desde antes testar saltos desde os 27 metros. Manifestou que unicamente tinha efetuado seis saltos de treino em Dubai, incluindo o novo salto que inclui parada de mãos e giros.

Por seu lado, o mexicano Jonathan Paredes reconheceu sua surpresa por ter conquistado a segunda colocação, na primeira parada da Cliff Diving World Series, disutada no Castelo do Morro, em Havana.

"Nunca pensei que poderia acabar dentre os cinco primeiros, porque o grau de dificuldade dos meus saltos não é tão alto como o dos meus contrários", confessou Paredes à imprensa.

Ainda, reconheceu que não dava nenhum salto, desde o mês de outubro do ano passado, em Tailândia, e disse que "tudo saiu muito melhor do que esperava".

No sábado 10 de maio teve a melhor atuação de sua vida no circuito mundial e o dedicou especialmente a sua mãe.

Melhor novato do ano em 2013, Paredes elogiou a organização do certame e a hospitalidade e amabilidade dos cubanos, na sua primeira visita à Ilha caribenha.

Paredes, quarto na classificação geral em 2013, parabenizou Aldridge, do qual disse que é um saltador muito bom, do ponto de vista técnico, "e tem muitas ferramentas para realizar grandes saltos, desenvolvendo uma competição perfeita", apesar do forte vento que existia na entrada da baía de Havana.

Contudo, expressou que ainda faltam seis paradas da Cliff Diving World Series e os demais saltadores devem incorporar novos saltos e melhorar suas apresentações. Finalmente, qualificou de muito belo o cenário escolhido para a justa.

Depois do evento que teve Havana como sede, a 6ª Cliff Diving World Series 2014 terá paradas nos Estados Unidos (7 de junho), Irlanda (29 de junho), Noruega (12 de julho), Portugal (26 de julho) Espanha (20 de setembro) e no Brasil (19 de outubro). (Redação do Granma Internacional).
 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2013. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir