Presos Políticos do Império| MIAMI 5      

     

Só TEXTO|Assinatura jornal impreso| 

 C U B A

Havana. 15 Dezembro, de 2014

13ª Cúpula da ALBA-TCP
Fortalecermo-nos na unidade

Leticia Martínez Hernández e Yaima Puig Meneses
Foto: Estudio Revolución

 CHEFES de Estado e de Governo reunidos na capital cubana, no domingo 14 de dezembro, ratificaram os princípios de solidariedade, cooperação genuína e complementaridade entre os países que integram a Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América-Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP).

 Justamente dez anos antes nascia também em Havana este mecanismo integrador, resultado da vontade política do comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz e o presidente venezuelano Hugo Chávez Frías, cujos legados para as atuais e futuras gerações foram destacados nesta 13ª Cúpula.

 O general-de-exército Raúl Castro Ruz, presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, disse que os debates foram frutíferos e considerou que se expuseram ideias muito interessantes que constituem resultados concretos deste encontro.

 Ainda, fez um apelo a continuar fortalecendo a ação política comum, a unidade mais estreita e a cooperação em todos os âmbitos entre nossas nações e a ALBA-TCP, a Celac, Caricom, Unasul e o Mercosul.

  “Devemos propor-nos — disse — metas concretas e realistas, com vista ao futuro, definir e concertar ações atingíveis que permitam fortalecer a complementaridade entre nossas economias, sob princípios de racionalidade e eficiência”.

  Ainda, valorizou que se deve trabalhar no sentido de tornar mais visíveis os indiscutíveis resultados da ALBA-TCP e difundir as vantagens do modelo de integração que propomos e defendemos. “Um exemplo concreto daquilo que podemos fazer de conjunto, de forma bem-sucedida e com repercussão internacional, foram os acordos adotados na Cúpula extraordinária da ALBA-TCP sobre o Ébola”, assegurou.

 Tal como tinha expressado na segunda-feira, 8 de dezembro, durante a 5ª Cúpula Caricom-Cuba, Raúl reiterou o agradecimento ao governo panamenho pelo convite à próxima Cúpula das Américas. Manifestou a disposição do Governo cubano de participar em qualidade de iguais e sem condicionamentos. “Isto não significa — sublinhou novamente — um retorno à Organização dos Estados Americanos (OEA)”.

 A primeira decisão da 13ª Cúpula da ALBA-TCP foi formalizar o ingresso como membros plenos à Aliança da Granada e São Cristóvão e Neves, cujas contribuições —augurou Raúl— “contribuirão para o desenvolvimento e consolidação deste mecanismo de integração, conformado ainda, por Cuba, Venezuela, Nicarágua, Bolívia, Equador, Dominica, São Vicente e as Granadinas, Antígua e Barbuda e Santa Lúcia”.

 Em cada uma das intervenções, os chefes de delegação destacaram os êxitos que a ALBA acumulou em seus dez anos de existência. Entre eles mencionaram a Operação Milagre, mediante a qual recuperaram a visão mais de três milhões de latino-americanos e caribenhos; o estudo clínico-genético e psicossocial para pessoas com deficiências físicas, a alfabetização de mais de cinco milhões de cidadãos da região; e a graduação de milhares de médicos. Além do mais, significaram os avanços no âmbito econômico, como a criação do Sistema Único de Compensação Regional (Sucre) e do Banco da ALBA.

  Os participantes coincidiram também em que apesar do que já foi conseguido, são muitos os desafios, para os quais se devem aperfeiçoar ainda mais os programas em todas as áreas de cooperação.

 Durante os debates mostrou-se absoluto apoio à Venezuela e se condenou de maneira enérgica a aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos de sanções contra a República Bolivariana.

 Igualmente, os participantes deste encontro reclamaram, mais uma vez, ao Governo norte-americano, uma mudança da política para Cuba que contemple o fim imediato do bloqueio, das ações subversivas e da absurda inclusão da Ilha na arbitrária lista de países patrocinadores do terrorismo, assim como a libertação imediata dos três lutadores antiterroristas cubanos que ainda sofrem prisão nos cárceres dos Estados Unidos.

- Discurso do general-de-exército Raúl Castro Ruz, na inauguração da 13ª Cúpula da ALBA-TCP, em Havana
- Que nada nem ninguém nos descarrile do caminho da integração

- ALBA comemora seu décimo aniversário em Havana

 

IMPRIMIR ESTE MATERIAL


Diretor Geral: Pelayo Terry Cuervo. Diretor Editorial: Gustavo Becerra Estorino
HOSPEDAGEM: Teledatos-Cubaweb. Havana
Granma Internacional Digital: http://www.granma.cu/

  Inglês | Francês | Espanhol | Alemão | Italiano | Só TEXTO
Só TEXTO / Assinatura jornal impreso

© Copyright. 1996-2014. Todos os direitos reservados. GRANMA INTERNACIONAL/ EDICAO DIGITAL

Subir